5 Formas de trabalhar sua autoestima e se amar mais


4 de outubro de 2021  Slide

O que é autoestima?

Como mencionado no início do artigo, autoestima é a estima que uma pessoa tem por si mesma. É comum vermos pessoas associando o conceito a aspectos estéticos e, embora de alguma forma isso envolva a aparência, autoestima vai muito além disso. Se amar é mais do que se achar bonito, significa se gostar por inteiro, se sentir capaz, inteligente, ter orgulho de ser quem é.

Vale ressaltar que autoestima é diferente de autossuficiência, de se achar superior aos demais, simplesmente porque se trata de uma questão pessoal, interna, que nada tem a ver com os outros. Além do mais, ter autoestima não significa fechar os olhos para os pontos que precisa desenvolver e sim reconhecê-los sem se achar inferior por conta disso.

Existem pessoas que acham que quem tem autoestima elevada fecha os olhos para o que precisa melhorar e isso não é verdade, pois o efeito é totalmente o contrário. É exatamente o fato de um indivíduo se amar que irá estimulá-lo a evoluir cada vez mais, porque é isso o que o amor faz, ele transforma, empodera, promove a evolução.

Por que a autoestima é importante?

Quando um desafio surge na vida de uma pessoa, o primeiro fator que a empurra para superá-lo é o fato de ela acreditar que pode conseguir. Afinal, se ela achar que não tem nenhuma chance, provavelmente não irá se sentir motivada a tomar qualquer atitude. Esse é um dos motivos pelos quais a autoestima é fundamental, ela é nosso combustível para agir.

Outro fator que mostra a importância da autoestima está ligado ao relacionamento interno, à forma como você mantém um diálogo consigo mesmo. Pessoas com a autoestima elevada são mais gentis consigo mesmas e evitam se martirizar pela culpa, elas preferem utilizar seus erros como fontes de aprendizado para evoluírem e fazerem diferente em vez de se vitimizarem e permanecerem inertes.

Assim como nos relacionamos com amigos e familiares, o mesmo acontece em relação a nós mesmos. O diálogo que tem mentalmente com a sua própria consciência é um tipo de relacionamento que precisa ser cuidado e que deve ser harmonioso. Quando você não consegue manter uma conexão positiva consigo mesmo, isso acaba influenciando as conexões com todos à sua volta.

Por tudo isso, se gostar e ser feliz sendo quem você é, com suas qualidades e pontos a desenvolver, é fundamental para uma vida plena. Isso não significa que não irá passar por problemas e sim que irá enfrentá-los de maneira confiante, o que faz toda a diferença nos resultados.

5 Formas de trabalhar sua autoestima e se amar mais

Agora que você já sabe o que é autoestima e qual a sua importância, veja algumas formas de trabalhar a sua e se amar mais.

1 – Reconheça suas qualidades

O primeiro passo a ser dado é reconhecer as suas qualidades e se valorizar. Se não fizer isso de forma consciente, inconscientemente irá dar mais ênfase para os pontos em que não é tão bom assim, o que irá prejudicar sua autoestima. Se desejar, registre as qualidades que for identificando, assim, irá torná-las cada vez mais vivas em sua mente, fortalecendo a sua autoconfiança.

2 – Evite se comparar com os outros

A comparação é um terreno perigoso e injusto, porque faz com que se compare com indivíduos que possuem uma trajetória totalmente diferente da sua e crie uma ideia equivocada de inferioridade e incapacidade. Sendo assim, tenha a consciência de que cada ser é único e que só deve se comparar consigo mesmo, a fim de constatar o caminho percorrido pelo seu eu do passado até chegar ao presente.

3 – Se cuide para você e não pelos outros

Autoestima e autocuidado andam lado a lado, mas é importante deixar alguns pontos claros. O primeiro deles é que esse autocuidado não inclui apenas medidas estéticas, mas também mentais, emocionais e espirituais. Além disso, é fundamental que faça isso sempre pensando no seu bem-estar e não em fazer o que todos estão fazendo ou tentar ser aceito por determinado grupo e se encaixar em um padrão.

4 – Imponha limites nas relações

Autoestima também envolve impor limites nas relações, afinal, não é porque ama muito uma pessoa que deverá a se submeter a todas as vontades dela. Reconheça os seus limites e deixe-os bem claros para as pessoas com as quais se relaciona. E faça isso sem medo, pois aquelas que te amarem verdadeiramente saberão respeitar as suas condições, assim como você também deverá respeitar as delas.

5 – Entenda que os erros fazem parte da vida

Por último, mas não menos importante, é preciso que entenda que os erros fazem parte da vida e que errar não anula todas as qualidades que possui. Procure sempre fazer o seu melhor, mas, caso venha a falhar, olhe para a situação com a cabeça erguida, sem se julgar ou se culpar. Faça o que for possível para consertar o ocorrido ou, pelo menos, reduzir os danos, reveja os pontos que poderia ter feito diferente e siga adiante.

Nós nos esforçamos para manter bons relacionamentos com todos ao nosso redor e, muitas vezes, deixamos de cuidar da nossa relação interna. Se você se identifica com isso, saiba que sempre é tempo de mudar e evoluir. Se ouça, se observe, se cuide com carinho, assim, irá fortalecer sua autoestima e se tornar uma pessoa cada vez melhor, para você e para o mundo.


Deixe o seu comentário!